domingo, 31 de outubro de 2010

Who are we mistaken?

Quando a violência causa silêncio, nós devemos estar enganados

 

"But you see, it's not me, it's not my family..."

Estatísticas da semana


Sei que sentiram saudades.
Mentira, eu que senti (4ever alone) - de ti também, Jé... e mais que tu :~

Então, aqui vão as palavras-chave colecionadas por esses dias:

jec empata (ééé... empaca também, parceria)
los 33 (que história, rein?)
genealogia del caos (è qui, bambino!)
grazy (soy yo, cabrón XD~)
larissa riquelme procura namorado (... mais uma notícia que muda minha vida e o mundo)
linkin park  (amo :~)
não demostro nada nem se quer que sua presença me estre (como assim? é pra demonstrar TUDO... exceto inconveniências)
para que serve parenteses (para colocar o (sic) em palavras sem o devido acento, por exemplo)
para renda fixa (para capitalismo, para mercado econômico, para mundo globalizado: vivamos o amor (L))
pessoas não são perfeitas (e as perfeitas não existem lol)


 

Caos eleitoral



Sábado intenso:
Durante o dia, mais de quatro horas de aula, mais leituras, bike, soninho de trinta minutos, dois banhos.
Durante a noite, Madame Bovary, pessoas amigas e estranhas, música alta, fumaça de cigarro, sinuca, pebolim, conversas mil até 5 da manhã.
Já domingo.
Até em casa, um cara bêbado quase bate. fdp.
Casa. Banho contra a defumação. Cama às 6.
Pulo ao acordar: tenho trabalho para fazer e, ainda, tenho que ir votar.
Trabalho parcialmente terminado, sonambulismo até a zona, urna eletrônica.
PQP! Que número?
Lembranças de ADPF, ADINs e o personalíssimo italiano. Nada relacionado às exatas.
35. Voto nulo - acusa a máquina.
É esse mesmo. Anarquia :D~ 
Piririlim! 


Preciso dormir senão não entra mais nada na mente =~ 

/f



Soy latina, cabrón
XD~

sábado, 30 de outubro de 2010

Exemplo de vida: Davi Castro

Muitas pessoas se questionam acerca da capacidade do indivíduo transladar todas as situações maléficas que lhe aconteceram e se tornar, de fato, um ser digno de ser chamado de humano.
Alguns apelam ao determinismo, alegando que não há como o indivíduo superar os sofrimentos a que foi imposto e que, definitivamente, será sempre uma pessoa doente e incapaz de fazer nascer "flor em lixo" (vide Racionais MC, Vida Loka). E essa é a grande maioria: sou assim, nasci assim, morrerei assim. Justificam seus equívocos em fatos que passou na infância, na adolescência, no relacionamento terminado semana passada. Imputam a culpa nos outros. Só nos outros. Mas não veem em si a força e a disposição em melhorar, apesar de tudo. 
A cada exemplo que temos, a dúvida se os que sofrem/sofreram querem ou podem melhorar fica cada vez maior.
Dentre tantos, é o meu pequeno exemplo.

É o grande exemplo de Davi Castro:
Davi Castro, 28, foi vítima de abuso sexual. Ele relata o caso no livro “Tia Rafaela”, que será lançado 
no dia 04 de novembro a partir das 19h na livraria Leitura do BH Shopping.
Há seu relato, ainda, aqui.
Recomendo o seu blog:  Davi Castro  

 


Olá, Davi
Inicialmente, parabenizo a sua pessoa, a sua essência e o seu discernimento de quem tu és e de quem tu podes chegar a ser.
Li um relato da sua história no site IG e, a partir de então, vejo-te como um exemplo.
Estudo a subjetividade e meus maiores questionamentos residem nos polos condicionamento versus insurgência do ser humano ao contexto que lhe fora imposto. E tu me traz a riqueza maior que o ser humano é capaz de transcender: a construção de uma personalidade digna e fiel a princípios humanos, apesar de tudo.
Obrigada por seres quem és e por tudo que ainda sabes que podes fazer.
Um abraço sincero.




E aí?
Vamos ficar quietos até quando? 


xD~

quinta-feira, 28 de outubro de 2010


Obstáculos??




Só para os guerreiros, babe :D







mode fuck yeah [on]

noite :)

Coca-Cola, Omo, Nestlé e Nike são marcas mais citadas pelos brasileiros



O Brasil é hoje o segundo maior mercado para a Nestlé. A filial brasileira fechou 2009 com o maior crescimento entre todas as subsidiárias da companhia suíça. Esses resultados explicam, segundo a empresa o retorno da marca, com 3% das citações, ao Top do Top depois de um hiato de três anos. Ao seu lado, outras três marcas de segmentos distintos: Coca-Cola e Omo, ambas com 6% e já acostumadas com a liderança, e a Nike (3%), que conquista a premiação pelo segundo ano consecutivo.
Clique e veja especial do Top of Mind 2010
 
Fonte: Folha Mercado

1) Lavagem cerebral rules
2) "F*dam-se os direitos humanos e os direitos dos animais", 
dizem as massas (massas mesmo, considerando a falta de cálcio).

UFSC faz acordo para construir primeira etapa na Univille em Joinville






A ida da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) para dentro da Universidade da Região de Joinville (Univille) virou certeza. Sem abandonar os planos de ter o campus próprio, a UFSC fechou um acordo com a Univille nesta quarta-feira, para que toda a primeira parte da Federal, prevista para a Curva do Arroz, às margens da BR-101, na zona Sul, seja instalada nos fundos da instituição joinvilense, no Bom Retiro, na zona Norte.

Fonte: AN



Olha, eu vi uns bois pastando lá no terreno da zona sul.
Enquanto não é efetivada ocupação, quem está ocupando o lugar?

França vive dilema sobre contrato social

Em meio a reformas, país se divide entre manter seguridade social e aumentar a competitividade de suas empresas

 Fonte: IG Economia

Em suma,
a dúvida é sobre como o humano pode ser remanejado como peça do processo econômico. Só.
 

Acidente derruba poste e deixa bairro de São Paulo sem energia

Motorista, aparentemente embriagado, perdeu o controle do carro na Estrada do Campo Limpo


Fonte: Ig Último Segundo 


        Se fosse mulher, era por causa do gênero, né?
¬¬

  

Dia :D



atenção ao 0:40
:D

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

in my place


Deixei o coração exposto demais esses dias. Acabei tropeçando e pisando nele.
Agora, resta juntá-lo esmagado e quase sem sangue e recolhê-lo na concha.

Bendita intensidade que toma conta de minha alma. 

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Liberdade: tão sonhada e tão temida - Teresa Cristina Pascotto


Passamos a vida lutando pela liberdade. Sofremos, nos resignamos e nos rebelamos, tudo isso na intenção de nos libertarmos, mas a única coisa que conseguimos é nos aprisionarmos cada vez mais, a pessoas, situações e a nós mesmos. Ficamos irritados com as pessoas que nos sufocam, aprisionam e intimidam, mas quando conseguimos tomar consciência de que não há nada nem ninguém nos aprisionando e que somos totalmente livres para fazermos nossas escolhas e alçarmos nossos vôos rumo à realização de nossos ideais, descobrimos que temos medo da liberdade. Justamente quando ela bate à nossa porta, nos mostrando que estamos prontos para a vida, livres de todas as amarras, nos sentimos paralisados.

Por que será que nos assustamos diante dela? O que será que significa termos total liberdade de ir e vir, de fazermos nossas escolhas, de sermos quem de verdade somos? Que perigos acreditamos que existem na tão sonhada liberdade?

Dentro de nossa limitada e distorcida forma de percebermos a vida, em nossa dualidade, só enxergamos duas possibilidades em nossas vidas: sermos prisioneiros de situações e pessoas, mas com isso garantindo nossa aceitação e inclusão nos grupos aos quais desejamos pertencer ou a total liberdade, mas garantindo nossa rejeição por estes mesmos grupos. Acreditamos que, ao sermos livres, as pessoas não nos aceitarão mais, pois não seremos mais para elas, aquilo que elas desejam e que lhes é conveniente que sejamos.

Portanto, o medo de sermos rejeitados e não aceitos, e a consequente solidão, caso nos libertemos das amarras dos nossos relacionamentos, faz com que não tenhamos coragem de alçar nossos vôos.

À medida que passamos por processos que nos levam a conhecermos de verdade nossa realidade interna e a nós mesmos e, conseqüentemente, a nos libertarmos das amarras das relações não saudáveis em nossas vidas, vamos, gradualmente, sentindo que as pessoas de nosso convívio começam, de forma muito inconsciente e sutil, a se afastar de nós, a modificar suas atitudes e reações para conosco, a nos tratar com certa indiferença. As pessoas recolhem sua energia, que normalmente emanavam em nossa direção, quando éramos aquilo que elas desejavam. Acostumamos-nos com o recebimento dessas energias. Nosso medo de sermos rejeitados e abandonados é tamanho, que não nos importa se as energias manifestadas pelas pessoas, em nossa direção, sejam "boas ou ruins". O que nos importa, é recebermos energias das pessoas de nosso convívio.

Nas interações humanas, a forma mais poderosa e de maior significado, e que traduz a maior realidade, é a manifestação das energias que são trocadas nessas interações. Aquilo que vivemos na "realidade física", conforme percebemos racionalmente, é a parte mais irreal que existe. Tudo o que nos acontece em nossas interações, tem um grande poder e realidade, nas dinâmicas ocultas, manifestadas pela nossa interação psíquica e, principalmente, energética.

Então, mesmo que estejamos recebendo energias densas, como por exemplo, de uma pessoa autoritária que nos limita, nos acostumamos com essa energia de autoritarismo e até gostamos, pois nosso eu inconsciente, entende que essa energia que nos aprisiona e nos limita, apesar de nos incomodar, nos dá a sensação de pertencer, de que estamos envolvidos em "algo ou alguém", de estarmos inseridos em um contexto - uma rede energética - que não nos deixa sentirmo-nos solitários. Se essa energia for recolhida pela pessoa que a emana, nos sentiremos sem referência, soltos no vazio.

Assim, ao desejarmos a liberdade e ao irmos em sua busca, passamos a desfazer essas redes de energias que criamos em nossos relacionamentos. Isso significa que vamos, aos poucos, nos sentindo cada vez mais "desprotegidos". Quando estamos livres de verdade, essa sensação de desproteção aumenta, pois perdemos o contato com as tais redes limitantes. As pessoas retiram mesmo suas energias e a sensação que experimentamos é de total abandono.

Com isso, sentimos medo de que, ao alçarmos vôo livremente rumo às nossas realizações, quando voltarmos, as pessoas que desejamos que façam parte de nossas vidas, não nos aceitem mais e nos excluam definitivamente de seu convívio.

Esta é uma crença limitante baseada em nossas percepções distorcidas. A realidade é que, enquanto acreditarmos que devemos nos deixar aprisionar por energias de pessoas possessivas, só para nos sentirmos aceitos, ficaremos sempre presos no medo da rejeição. Este medo nos mantém conectados a essas pessoas. Mas, se nos propusermos a confrontá-lo e buscarmos meios de dissiparmos essas redes das interações energéticas e psíquicas, através do conhecimento dos motivos que nos levam a interagirmos com essas pessoas dessa forma e, ainda, se nos mantivermos focados em nossos anseios e buscarmos recursos que nos levem a alcançá-los, conseguiremos finalmente nos libertar, verdadeiramente.

Prosseguindo com coragem, aos poucos, o medo do abandono se dissipará e, quanto mais estivermos livres dele, mais nos libertaremos dessas amarras e estaremos mais preparados até mesmo para enfrentar a possível rejeição de algumas pessoas. Mesmo que isso aconteça e nos entristeça, deveremos prosseguir. Neste processo e seguindo nosso coração, conseguiremos perceber que não é necessário alçar um vôo que nos leve muito distante dos nossos, mas que poderemos alçar pequenos vôos, atingindo pequenas distâncias/conquistas, adquirindo cada vez mais auto-segurança para irmos "mais longe" para atingir nossos objetivos, mas sabendo que sempre poderemos "voltar" e que continuamos a fazer parte do todo, que ainda pertencemos.

Se fizermos isso a partir do amor que temos por nós, perceberemos que é somente deste amor que precisamos. As demais pessoas são importantes, mas se deixarem de nos amar, sobreviveremos. Com isto, sem o medo do abandono, as pessoas passarão a nos respeitar e até mesmo a nos admirar, nos aceitando exatamente como somos: livres e realizados!



Fonte: Todos Somos Um


Medo ou amor.
Escolha.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Tal pai, tal filho



O que é essa miniatura do W. Smith? *.* 
Mas que fofo :~



I will never say never (I will fight)
I will fight till forever (make it right)
Whenever you knock me down
I will not stay on the ground
Pick it up, pick it up, pick it up
Pick it up, up, up
And never say never
 
XD~ 

noite ^^

when you lose small mind, you free your life.
 
 

Ser Humano: Seres Criadores




Por Wilson Meiler


A coisa mais notável sobre os seres humanos é que a qualquer momento, e isto é uma questão de escolha, nós podemos redesenhar totalmente o resto de nossas vidas.
O segredo é apenas encontrar um ponto de equilíbrio entre o que deu certo e o que não deu no passado, fazer as mudanças necessárias e partir para o novo amanhã. A melhor coisa sobre o passado é exatamente esta: é passado. Foi embora, bom ou ruim, não importa, não nos pertence mais. Entretanto tem a vantagem de nos ter ensinado lições, tanto nas coisas boas quanto nas ruins. Ao olharmos para nossas escolhas e decisões, erros e acertos, perdas e ganhos do passado, aprendemos lições que não têm preço. Essa experiência de aprendizado é que nos faz mover em direção a novas jornadas no presente e no futuro. Para cada pessoa que você me mostrar que atingiu seus objetivos, realizou seus sonhos e foi alcançada pelo sucesso, eu lhe mostrarei uma ou mais perdas, dificuldades, erros e lições tiradas de aparentes fracassos que essa pessoa enfrentou em seu percurso. Carl Jung, Psiquiatra e Psicanalista criador da teoria da Sincronicidade ou das Coincidências Significativas, dizia que é a vida (o Universo) nos testando para confirmar quanto na realidade estamos comprometidos com o que queremos e com os objetivos que traçamos para isso. Pense em quantas pessoas, em sua luta para o progresso pessoal e profissional cruzam vales e desfiladeiros perigosos, escalam montanhas altíssimas, atravessam florestas escuras e infestadas de doenças e perigos e ao pisar o último degrau que as levará ao pódio da realização pessoal e profissional, recebem muitas vezes um último teste ao qual sucumbem antes de atravessar o portal. Uma reflexão sobre como a persistência combina com os progressos, realizações e objetivos alcançados, nos mostra que o sucesso só chega para aqueles que permanecem avançando, ainda que lentamente, em meio à tempestade. Que você possa atingir tudo a que se propõe em sua vida e assim fazendo, deixe um mundo melhor para os seus semelhantes.

Radiografia do riso

Pesquisa constata que, preocupadas em manter uma imagem de seriedade,
as mulheres se contêm mais e riem menos do que os homens

 


O brasileiro ri para estreitar laços, criar intimidade, seduzir, se mostrar inteligente e, principalmente, para se sentir mais leve e feliz. Essas foram algumas das conclusões de um estudo feito pela antropóloga Mirian Goldenberg sobre a cultura da risada. De todos os achados de seu levantamento, o que mais chamou a atenção da pesquisadora foi a diferença entre os gêneros: o brasileiro ri bem mais do que a brasileira – 84% dos homens ouvidos disseram rir muito, enquanto 68% das mulheres disseram o mesmo. Além disso, mais da metade das entrevistadas (60%) confessou que gostaria de rir mais. Outra diferença foi o olhar de cada um sobre quem ri. Os homens não conseguiram apontar nenhum defeito em quem dá risada o tempo todo. Já elas foram categóricas: quem ri à toa é bobo, idiota, inconveniente e inoportuno. Para elas, os mais fechados mostram seriedade, sobriedade e impõem respeito.

Fonte: Isto É 

Mentira!
Mulher adora homem que ri à toa.
Exceto se ele for, MESMO, um bobo, um inconveniente e inoportuno.
A diferença entre o que ri por ser gente boa e o por ser inconveniente é graaaande!

 

Summer Boots para arrasar neste verão





Fonte: Ôôô lá em casa

Mulherada amiga, pelamor: não esqueçam que os sapatos e sua diversidade de modelos serve para, essencialmente, proteger os pés e, implicitamente, não danificar todo o resto.
Não adianta querer proteger os pés em pura beleza e, em menos de duas horas de uso, já estar cheia de calos, com o mindinho doendo, com dores no joelho e com a coluna quase trincada.

Mizael nega crime e diz que vai investigar quem matou Mércia



O ex-PM Mizael Bispo de Souza, ex-namorado da advogada Mércia Nakashima, negou qualquer envolvimento no crime durante o quarto dia de audiência do processo sobre a morte da jovem, realizado no fórum de Guarulhos (Grande São Paulo). O depoimento de Mizael começou por volta das 14h desta quinta-feira e durou quase duas horas.

Ah, falou o CSI São Paulo... ¬¬

Grupos ambientalistas dizem que plástico ameaça a saúde






Um estudo publicado por 140 grupos ambientalistas na Europa mostra que compostos químicos presentes nos plásticos representam riscos potenciais para a saúde, em especial para o sistema reprodutor masculino.


Sem falar que essa espécie esse tipo de sapato é totalmente contra a reprodução.

EUA processam criadora de FarmVille por violação de dados no Facebook


A empresa que criou jogos on-line como FarmVille e Mafia Wars está sendo processada nos Estados Unidos, acusada de repassar dados sobre seus usuários (e de amigos deles) no Facebook.
Fonte: Folha TEC

Eis um dos motivos pelos quais,
quando tinha facebook, 
 sempre negava os convites.
Sem falar que:


Pessoas passam 927 milhões de horas ao mês jogando no Facebook

As estatísticas dos jogos sociais da rede Facebook surpreendem ao mostrar a dimensão do mercado. De acordo com dados divulgados pelo blog All Facebook, os 265 milhões de jogadores de Facebook passam 927 milhões de horas por mês nos joguinhos.
Jogam os games sociais 53% do total de usuários da rede social. Entre os jogadores, apenas 19% se dizem viciados.
Também surpreendeu o dado de que metade dos logins (quando o usuário fornece suas credenciais para entrar no site) são feitos para essencialmente para participar de jogos. Isso quer dizer que metade das vezes em que um usuário entra no site são usadas para jogar --a outra metade fica com o uso das funções de rede social propriamente ditas.
A quantidade de pessoas que joga por dia, diz o blog, é maior do que a população total da Inglaterra --são 56 milhões de jogadores todos os dias.
Confira a lista completa no blog All Facebook.

Fonte: Folha TEC


Depois há quem pergunte porque o ano passou tão rápido e não deu conta de fazer nada.
 

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Noite longa

Estudo indica que imagens violentas podem brutalizar jovens



"As implicações são inúmeras (...), e incluem a ideia de que a exposição contínua a vídeos violentos é capaz de tornar um adolescente menos sensível à violência, mais confortável com a violência, e mais propenso a cometer atos agressivos, uma vez que o componente emocional associado à agressão, que normalmente age como freio, foi reduzido", indicou.
Uma vez que o estudo recrutou apenas garotos, não é possível afirmar o que ocorre com meninas excessivamente expostas a imagens de violência.
A pesquisa foi publicada na versão online da revista britânica "Social Cognitive and Affective Neuroscience".
Fonte: Folha Equilíbrio e Saúde


E onde está a violência velada?
E como agir quando nossos modelos de proteção só produzem violência?
A violência pode ser legitimada por algum motivo cultural?



"O ódio cega e você não percebe"



Atriz de "Glee" xinga quem pediu para ela fazer plástica no nariz



"Fui uma das únicas no meu colégio que não fiz plástica no nariz. E se alguém precisava, provavelmente seria eu", revelou. "Mas minha mãe sempre me lembrou que a Barbra Streisand não fez. E eu não fiz. Fodam-se essas pessoas" ( Lea Michele, 24, lado direito).
Fonte: Folha Ilustrada 



Fodam-se essas pessoas [2]

E agora, CP?





É o braço forte da lei e a união que faz a força!

Fonte: Kibeloco

dói

Senti o cheiro quente da comida, desliguei a calculadora e, tranquilo - apesar de cansado de um dia todo de trabalho, sentei-me à mesa.
Falei para ela, que caminhava às minhas costas, trazendo o último prato da refeição e colocando-o à mesa:
- Não acredito que teu irmão tenha te tratado daquele jeito, querida.
- Mas tu é igual a ele!!!
- ... ??? Eu??? Como assim???
- Na primeira oportunidade que tens, tu me critica na frente dos outros!!!
- Mas... mas quando eu te critiquei?
- Com os teus pais, naquele vez lá na praia: tu me falas...
- Espera, espera, espera: vais falar de novo sobre aquela história? Mas já não tínhamos resolvido? Vais querer lavar quantas vezes a mesma roupa?
- Tu é igual a ele...
- Mordes a tua língua porque eu não te critiquei, mulher! Apenas dei minha opinião!!!
- Tua opinião??? Ficas me recriminando na frente dos outros!
- Mas, quando? - perguntei enquanto me dirigia à pia para lavar a louça.
- Quando tu me recriminou dizendo que não era para eu falar sobre a ex mulher dele.
- Meu deus do céu, mulher: estávamos sozinhos dentro do carro quando eu falei isso!!!
- Ah, tanto faz! 
- Tanto faz??? Como tanto faz??? Eu apenas dei minha opinião, dizendo que não é agradável para ele, que se separou recentemente, ficar ouvindo histórias da ex dele com outro homem. Só isso! Não tem fundamento a tua indignação... sentei aqui calmo, dando razão para ti e tu ainda me tratas desse jeito?
- ... falaste tudo que tinhas para falar?
Joguei o prato na pia, fechei com raiva a porta da geladeira, bravejando que engolir, literalmente, aquele tipo de tormento, eu não faria mais.
Voltei aos meus papéis, à minha calculadora e tentei me concentrar no trabalho.
Não consegui.
Fui ao computador. Não sabia o que fazer. Mesmo com a porta fechada, ouvia aquela mulher falando todos os tipo de loucura, especialmente os referentes aos antigos relacionamentos dela. Coloquei os fones de ouvido. Eu não merecia aquilo.
Quando vi minhas lágrimas na mesa, comecei a chorar.
Como mostrar a alguém que ela se equivoca ao tratar mal o outro, se a motivação dela está tão encrostada na alma?
Não tem como abrir ninguém se este não estiver propício ao entendimento.
Resta agir. Agir comigo mesmo. Agir de forma diferente.
Dói.
Por isso, estou aqui.

...


Ah, querido, o que eu tenho a te dizer?
Digo que é difícil conviver com pessoas que não enxergam, que não sentem que a vida é feita a cada segundinho, a cada pequena escolha, a cada olhar, respirar. A vida é agora e todos a criamos. Infelizmente, poucos têm essa consciência - o que, aparentemente, dá-nos mais responsabilidade. A responsabilidade de manter tudo em equilíbrio, na paz e na agradabilidade.
Mas não dominas o mundo. Por mais que te usurpes para criar, por ti mesmo, um clima amistoso, o que se esconde dentro da alma de teu interlocutor, esse que desconhece a criação, vai emergir com uma força que vai dominá-lo e, pior, vai te esmurrar. Quando caído estiveres, ele vai te chutar. Quando tentares levantar, ele vai te cuspir. E quando quiseres respirar, ele vai tentar tirar o teu ar.
E vai conseguir simplesmente porque você não estava armado.
Então, vale a pena se armar?
Não: vale a pena conviver com pessoas acordadas, conscientes, desarmadas e cujos monstros interiorizados conheçam - ou não. Mas com pessoas conscientes, vale a pena deixar o coração aberto.
E a responsabilidade do universo não é tua. É nossa. 

Desculpa... queria tanto poder te abraçar agora... 

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Mantega anuncia nova alta do IOF



Para tentar conter queda do dólar, Mantega anuncia nova elevação do IOF para renda fixa, de 4% para 6%. Também cresce IOF para recolher margem no mercado de derivativos, de 0,3% para 6%.
Fonte: IG Economia


Pombas, saio um diazinho e já me aprontam!
Mas como é que pode...

domingo, 17 de outubro de 2010

JEC empata na Arena e fica sem acesso à Série C

Com o resultado o time catarinense também está fora da série D

Mais uma vez, decepção na Arena. O Joinville empatou com o AMérica/AM na tarde deste domingo, na Arena, e não conquistou o acesso à Série C. O Tricolor saiu na frente com gol de Ricardinho, cobrando pênalti.
Este resultado dava a vaga para o JEC. Além disso, o time dominou a etapa, com forte pressão e chances de gol desperdiçadas. No único momento de desatenção, o América empatou. Ainda assim, o Joinville seguiu na pressão.
Na segunda etapa, o técnico do JEC fez a mudanças esperadas, reforçando o ataque com Pantico e Eder e tirando um zagueiro para a entrada do meia-atacante Nenem. Foi um autêntico defesa x ataque.
O América recuou, mas o Joinville não conseguiu mais balançar a rede. Até conseguiu, a dois minutos do fim, mas a arbitragem marcol impedimento de Pantico.
Ano que vem, no Estadual, o JEC terá de conquistar novamente a vaga para disputar a Série D e recomeçar a escalada no cenário nacional. Desta vez não deu. A série de decepções que o Joinville já tem na Arena ganhou mais um capítulo.
Fonte: ANotícia



Lá vai o carinha da cantina da UFSC pegar no meu pé de novo =P

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Noite ;)

Brasil tem mais faculdades de Direito do que todo o mundo



O Brasil tem mais faculdades de Direito do que todos os países no mundo juntos. Existem 1.240 cursos superiores para a formação de advogados em território nacional enquanto no resto do planeta a soma chega a 1.100 universidades. Os números foram informados por Jefferson Kravchychyn, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
Fonte:  IG Leis e Negócios


Exemplo ótimo de que quantidade não é qualidade. 

Dez regras básicas para você usar um chapéu exótico, por Anna Dello Russo

 
Depois de exibir inesperados chapéus de frutas durante as semanas de moda internacionais, Anna Dello Russo fez uma lista com dez regras básicas para quem quer imitá-la e publicou em seu site.
“Muitas pessoas me perguntaram porque eu estava vestindo um chapéu de cereja ou de melancia. Por que não? Eu carreguei o espírito alegre do verão na minha cabeça”, escreveu antes de citar as regrinhas que você confere abaixo.

1. Seja atrevido, como Miuccia Prada disse após seu desfile fenomenal.
2. Da cabeça aos pés? Se você concentrar a atenção em sua cabeça, os pés precisam estar completamente anônimos.
3. Não use chapéus todos os dias! O efeito será mais forte [quando você aparecer com um].
4. Vista o look com o chapéu! No final, você precisa estar com o rosto bonito.
5. A qualidade dos chapéus precisa ser alta e refinada.
6. As frutas serão a grande tendência da próxima estação.
7. Combine o chapéu com o vestido. Isso é o que a Rainha Elizabeth II nos ensinou.
8.  Penas são sempre fabulosas!
9. Não tire o chapéu quando você entrar [em algum ambiente fechado], ele faz parte do seu look!
10. Quando as pessoas olharem para você, apenas sorria!

Fonte: IG Chic (???)


... eu posso ser uma atendencialista razoável, mas fruta dimensionada, para mim, 
ou é enfeite de mesa de cozinha ou para comer.


E aquela melancia ali é no pescoço!


Descobri Jung, a tração integral da Audi e o turismo rural.
Minha vida muda mais uma vez :D

Fit atinge marca de 3,5 milhões de unidades vendidas no mundo


A Honda comemorou essa semana a marca de 3,5 milhões de unidades vendidas mundialmente do monovolume Fit. Só no Japão, o modelo, que é conhecido como Honda Jazz, chegou a 1,5 milhão de unidades comercializadas. O resultado mostra que o veículo revolucionou o segmento dos monovolumes. 
Apresentado oficialmente em 2001, o Honda Fit hoje está em sua segunda geração e é comercializado em 115 países.  No Brasil, o Honda Fit começou a ser produzido em 2003 e já superou a casa das 300 mil unidades emplacadas. De acordo com os números da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), o New Fit, como é chamada sua nova geração em território nacional, comercializa 3 mil unidades ao mês. No acumulado de 2010 são 28 mil unidades, liderando o ranking do segmento monovolumes. Atrás do Fit estão o Fiat Idea, o Chevrolet Meriva e o Nissan Livina.
Na lista dos carros mais vendidos do mundo o Honda Fit ainda está longe de fazer história. O Toyota Corolla, por exemplo, tem o registro de 33 milhões, tudo bem que ele nasceu em 1966. Outro imbatível é o Volkswagen Fusca que marcou mais de 21 milhões de carros vendidos.
Fonte: IG Carros


Mas o Gol é o mais vendido no território nacional. Em Joinville, o mais vendido é o Novo Uno. Mas os números não divergem em muita diferença:

RANKING - Veículos mais vendidos - setembro/2010

Pos. Modelo Vendas
Volkswagen Gol25.338
Fiat Uno23.880
Chevrolet Celta14.011
Chevrolet Corsa Sedan13.948
Volkswagen Fox11.094


















 É o balaião. E eu estou no meio, heoheoheo.

(fazer) todo e qualquer tipo de doce enjoa!


Sei bem o que é conviver intimamente com o doce: meu sangue é contaminado pelo seu excesso. Tenho que controlar alimentação, privar-me um pouco dos meus desejos e racionalizar minha saúde e meu equilíbrio.

Apesar de gostar (e muito!), tem horas que o doce enjoa! 
Tudo muito doce, muito melado, muito grudento, melecado de atitudes que escorrem pelo canto da boca e deixa minha mãos grudentas, o que me impede de manejar, com êxito, outros afazeres. Como uma teia de aranha, prende-me num embolo como num algodão-doce, enrola-me, rola-me, até eu me viciar naquilo e não ver mais saída senão querer mais, mais, mais, até perder a razão e enjoar.

Ah, eu cheguei nesse ponto: enjoei. E enjoei não porque eu fiz doce (prefiro controlá-lo), mas de ver outros fazendo doce. Olho para um lado, chicletes diversos e coloridos; de outro, balas de banana e pirulitos. Algodão-doce, como dito, aos montes. Pipoca doce, então! Os tradicionais festivos: paçoca, pé-de-moleque, torrão (turrão), bis*coitinhos enfadonhos e repetitivos e superficiais. Chocolates, azedinhas, enfim. Doce para todo canto.

Bá! Dou, então, sal, para contrabalancear. Não para formar um soro, mas para salgar mesmo as coisas e permitir que elas sejam mais objetivas, mais que nos deem sede e não enjoo. Que nos permitam ansiar por coisas diferentes, não de um paladar só, mas de várias facetas e que, com isso, não nos sintamos culpados, mas sim em desenvolvimento. Ansiando por mais, não do mesmo prato, mas mais em seu complemento: bebidas, acompanhamentos. Que nos nutra e não nos encha e nos impeça de nos mover agilmente. Aliás, que nos dê habilidade para nos mover melhor.

De preferência, lógico, com a mesma companhia. Mas, para isso, não há necessidade para, de novo, retornar ao grude do doce. Enjoa, pombas!

Nota à Ju:
AMO o teu blog, que tem doce na medida certa ;) 

terça-feira, 12 de outubro de 2010

...


É impressão minha ou há uma leva de mulheres que estão, assustadoramente, no cio?

Operação do Bope em morros do Rio termina com dois mortos

Um operação da Polícia Militar nos morros São José da Pedra e Serrinha, em Madureira, no Rio de Janeiro, que começou na manhã desta terça-feira, terminou com ao menos duas pessoas mortas, um preso e dois feridos. De acordo com a polícia, todos são criminosos. Os dados são preliminares.

Fonte: Folha Cotidiano

É... acho que a popularidade do Bope é só nos cinemas, mesmo:

Tropa de Elite 2" fecha primeiro final de semana com 1,295 milhão de espectadores

O filme "Tropa de Elite 2" levou 1,295 milhão de espectadores aos cinemas no fim de semana de estreia, segundo dados consolidados publicados pelo site especializado Filme B.
O número supera a projeção inicial de 1,25 milhão feita pelo FilmeB e pela Rentrak, que medem a audiência de cinemas.
Com o público total do primeiro fim de semana, o longa de José Padilha atinge a marca de quinta melhor estreia de um filme no Brasil, a melhor estreia entre filmes nacionais após a retomada.
A arrecadação da bilheteria, até domingo, somou R$ 13,9 milhões.
O desempenho de "Tropa 2" supera o de outros blockbusters como "A Era do Gelo 3", "Eclipse" e "O Código da Vinci". Na década, a continuação da saga do capitão Nascimento só perde para os três "Homem-Aranha" já lançados e para "Lua Nova", parte da franquia "Crepúsculo".
 Fonte: Folha Ilustrada


O ator Wagner Moura, que volta a viver o Capitão Nascimento em "Tropa de Elite 2"; veja galeria de imagens do filme

Eminem desbanca Lady Gaga em indicações ao American Music Awards

O rapper americano Eminem, que lidera indicações ao American Music Awards O American Music Awards anunciou nesta terça-feira sua lista de indicados. Entre os principais, estão o rapper Eminem e a banda Lady Antebellum, dona do hit "Need You Now".
As cantoras que mais haviam recebido indicações neste ano, Lady Gaga e Taylor Swift, receberam apenas uma e duas indicações, respectivamente. Enquanto isso, Lady Antebellum e Eminem receberam cinco indicações cada. O cantor teen Justin Bieber vem em seguida, com quatro, seguido por Katy Perry, Usher, B.o.B. e Ke$ha com três.
A entrega do prêmio acontece no dia 21 de novembro em Los Angeles, nos Estados Unidos, e terá shows de Usher, Pink e Bon Jovi. Entre os indicados estão ainda Katy Perry, Black Eyed Peas, Chris Brown, Alicia Keys, Rihanna, Muse, Phoenix, Vampire Weekend, Enrique Iglesias e Shakira.

Fonte: Folha Ilustrada


Rá, mas que dúvida xD~













Johnny Depp faz visita surpresa a escola em Londres

 

O ator de Hollywood Johnny Depp fez uma visita surpresa a uma escola no bairro de Greenwich, no sudeste de Londres, atendendo ao pedido de uma aluna.
Imagens feitas com um celular registram o momento em que Depp apareceu, durante um encontro entre alunos e a direção da escola. 
A aluna Beatrice, de 9 anos, tinha escrito uma carta para o capitão Jack Sparrow, encarnado pelo ator na série cinematográfica Piratas do Caribe, na qual dizia que a turma dela "normalmente já dá trabalho".
Ainda assim, pedia a ajuda de Sparrow para ajudar os "piratas iniciantes" a "se amotinar contra os professores".
Em vez disso, Johnny Depp aconselhou as crianças a escovarem os dentes, em tom de brincadeira.
A surpresa foi facilitada pelo fato de Johnny Depp estar filmando um novo episódio da série cinematográfica nas proximidades da escola. 

Fonte: Folha Ilustrada

=~
será que ele vai em universidades e cursos de mestrado e doutorado também?
=~ 

Não me dou bem com pessoas perfeitas




"Somos demasiado frívolos: buscamos o atordoamento das mil distrações, corremos de um lado a outro achando que somos grandes cumpridores de tarefas. Quando o primeiro dever seria de vez em quando parar e analisar: quem a gente é, o que fazemos com a nossa vida, o tempo, os amores. E com as obrigações também, é claro, pois não temos sempre cinco anos de idade, quando a prioridade absoluta é dormir abraçado no urso de pelúcia e prosseguir, no sono, o sonho que afinal nessa idade ainda é a vida" (Lya Luft)

Pessoas perfeitas não existem. Mas há as que nos tratam como se fossem. Por isso, são ilusões. E, por consequência, não me dando bem com ilusões, não me dou bem com tais pessoas.

Paradoxo? Que seja.

Sei que, cotidianamente, deparo-me com pessoas me interrogando "estou errada?", afirmando-me "estou certa e você errada", arrotando "como sempre estou certo e você sempre está errado". Mas, com que parâmetros de certo e errado, considerando a relatividade de toda a nossa linguagem e a distraída volatividade de nossos sentimentos? Parâmetros subjetivos, lógico, mas que podem ser diferentes dos meus e, por que, então, se eu tenho balizas concentuais diversas, estaria eu errada? Não sou tão digna de igualdade quanto você? Então?

Em definitivo, infelizmente, não há muita conversa com essas pessoas: se você passa a questioná-las, é você quem está errado porque, oras bolas, como você ousaaa imaginar que ela está errada? Quem é você para interrogá-la acerca de sua suprema perfeição?

Com falsa humildade, cercam-se em seus muros mofados de joias e pedrarias e escondem, de si mesmos, a oportunidade de crescer.
Adianta  se estressar com isso? Não.

Com pouca idade e muito estilo, meninas trocam brinquedo por maquiagem e mandam no próprio guarda-roupa

Mães se assustam com o excesso de vaidade e especialistas falam sobre os limites dessa brincadeira



[...] Para a psicóloga da pediatria da Unifesp, Patrícia Spada, preocupação demais com a aparência pode até mesmo ser um sintoma de algum conflito psicológico.
— A menina que vive em função de se maquiar enquanto o mais adequado para a idade dela seria brincar já revela que está passando por alguma dificuldade emocional — afirma Spada.
Perceber a tênue linha entre a brincadeira e o exagero não parece fácil. Uma dica é observar o tempo que o ato de se embelezar ocupa na rotina da criança.
— Se a menina não sai de casa porque não acha o batom, se fica acordada até tarde mexendo na nécessaire, se vai mal na escola e se isso afeta a vida social dela, é hora de impor limites — orienta Penélope Ximenes.
E o limite, que para muitas mães é um quebra-cabeça sem encaixe, é mais simples e fácil do que pintam os pais, segundo a pedagoga.
— Diga não — sugere. — Tem mãe e pai que tem medo de dizer não e aí a criança cresce sem saber o que é isso. Está excessivo? Diga não e ponto — ensina.
A coisa só fica mais complicada quando o comportamento da criança é quase uma réplica da mãe ou quando, sem perceber, ela incentiva a vaidade da criança, como observa Mônica Spada.
— A mãe precisa identificar se ela não está estimulando um comportamento sem limite. Ela é a autoridade e o modelo e deve resolver o que é bom ou não para a criança.

Fonte: ClicRBS Donna



Ao brincar, a atuação do imaginário cria uma Zona de Desenvolvimento Proximal, uma vez que a criança reproduz regras e vivencia princípios que percebe da realidade; ela se projeta nas atividades adultas, imitando atitudes, valores e hábitos. Como, desta forma, a criança se comporta de um modo que não está de acordo com o habitual para sua idade, ela própria reconhece o ato como brincadeira ou “de mentira”. Entretanto, isto não pode ser usado para amenizar ou justificar o gosto infantil por jogos com uso de violência ou brinquedos que estimulem a erotização, por exemplo, uma vez que, como dito, a criança ao brincar está transportando para o psíquico suas percepções de mundo e sociedade.(in A criança-adulto e o adulto-criança: a Pedagogia Waldorf e a media literacy como perspectivas).
 
 
 
 
Quantos comentários poderia eu fazer sobre a notícia...
mas prefiro deixar o questionamento sobre a forma com a qual estamos nos relacionando para que os nossos reflexos demonstrem a preocupação em se enquadra, fisicamente, em um arquétipo de beleza específico, deixando de lado outros cuidados mais  essenciais para o desenvolvimento da personalidade.


"Los 33"


"A incrível história dos 33 mineiros presos a 700 metros de profundidade no interior de uma mina no norte do Chile inspirou um filme que já tem título e cartaz provisório: "Los 33", segundo contou o diretor Rodrigo Ortúzar. 'É uma grande história para se contar', comentou." Fonte: Folha Mundo

Realmente, é uma história que deve ser lembrada.

Talvez eu ainda seja ingênua de pensar dessa forma e de, possivelmente, não ver interesses de "gente grande" por trás disso, mas todos os meandros que envolvem os mineiros chilenos me emocionam demais. Além da sensibilidade pela situação de estar soterrado, há uma mobilização de diversas instituições que não demonstram apenas solidariedade: demonstram fraternidade - sim, o terceiro termo da Revolução Francesa, tão esquecido nos dias atuais.

Esquecido porque o humano, ao primar pela razão (com toda razão), abandonou a Igreja, o ente institucional que pregava o sentimento fraterno entre as pessoas. E não discordo disso, ao contrário, concordo na separação Estado-Igreja.

Mas me posiciono contra atitudes que abandonam, igualmente, consciência(s) que não pertencem à Igreja. A consciência de fraternidade pertence à humanidade, enquanto conjunto de seres sociais, que, redundantemente, prezam pela vida em comunidade, em grupos, em família.

Muito longe de ser um dogma eclesiástico, a fraternidade - a alteridade, a sensibilidade à situação do outro - implica uma relação horizontal, em que se dignificam a igualdade e a liberdade das pessoas. 

E não é aí que muitos "pecam contra seu irmão", como poderia dizer um religioso. É aí que muitos agem contra si próprios, que, infelizmente, não alcançam o significado da magnitude de ser, realmente, humano.




Dia, sol!

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Larissa Riquelme procura namorado na web

Cynthia Vanzella


A paraguia fechou um contrato com o site Couple.net, muito famoso entre os coreanos.
E detalhe nada básico: a rede de relacionamentos já promoveu cerca de 20 mil casamentos no país.

Fonte: N9VE



Ela e mais umas 897389437 pessoas aí pelo mundo...
A diferença é que a Larissa vai ganhar dinheiro com isso.



Comentários integrantes
Guilherme Augusto Codignolle Souza disse... 
O que aconteceu com o método antigo para começar relacionamentos? Não que esse não seja valido mas... Parece um tanto insensivel. Meio sem valor e altamente provavel de não dar certo em poucas tentativas. :S
Por me conseguirem me revoltar, os meus parabéns. Conquistaram um seguidor. Eu também tenho um blog, quando puder passa la e me segue também se gostar do que encontrar: http://codignolle.blogspot.com 
Meu Twitter (Se você tiver): http://twitter.com/guicodignolle
 o/
 
Grazielly AB disse... 
Ah, mas que grata surpresa neste feriado, Guilherme! 
Seja bem-vindo :D
Concordo com tuas palavras e por um motivo simples: ciente de que um relacionamento verdadeiro só acontece qaudno duas pessoas sentem uma a vibração da outra no cara a cara, já fiz a experiência.
E não posso dizer o resultado foi frustrante, visto que já o esperava. Mas a conclusão maior foi: perda de tempo.
É um método válido, sim, e, sim, insensível. Sair pela web procurando um "par" (ainda mais um casamento!) assim como se sai no mercado procurando um "produto" é um tanto quanto superficial e enganador.
Lógico que há umas histórias fantásticas de amores pela internet, mas, o que mais se vê por aí é pessoas, depois de meia hora de conversa, depois de várias fotos trocadas, marcando encontro, dizendo-se apaixonadas. E isso sem sentir o cheiro da pessoa, o calor, ouvir o tom de voz, o riso, sem experimentar o clima que o casal cria, o jeito que o outro olha - isso, para mim, é sensível.
Pela internet, há uma série de sensações criadas por nosso cérebro, que transfere o que sentimos em situações semelhantes (in live) para aquele momento - o que geralmente cria a ilusão.
Depois, vem a desilusão.
Com isso, mulheres xingam os homens e vice-versa e polarizam-se cada vez mais, ao invés de se unirem em verdade (e não veem que o engano pode estar em si mesmas).
Penso que, no fundo, o problema não é o meio em si; mas a precipitação e a ilusão das pessoas.
:D
Está sendo seguido, Guilherme ;)

A novela do terreno da UFSC

Brasileiro gosta de novelas, longas historias, subdivididas numa serie de historias paralelas, com dezenas de atores secundários, interessados na sua vidinha pequena. O nosso cotidiano parece cada vez mais com as novelas da televisão, ou será o contrario e são as novelas, que a cada dia se parecem mais com o nosso cotidiano?
A instalação da UFSC na região norte, reúne todos os ingredientes para ser uma novela de sucesso, tem mocinhos, tem bandidos, tem até historias de amor. E como toda boa novela das sete tem humor e trapalhadas, como nas novelas das oito, tem um forte jogo de interesses particulares e econômicos.
Nos primeiros capítulos o enredo ganho rapidamente o interesse do publico, com a escolha do local, se criou a impressão que diversos locais estariam sendo considerados, quando na realidade o local já estava decidido. Quando a sociedade tomou conhecimento da escolha e do valor do imóvel localizado as margens da BR 101 e dos problemas que surgiriam caso o negocio se concretizasse, surgiram as primeiras criticas concretas e os primeiros alertas, todos eles confirmados no decorrer do tempo. O motivo alegado para fechar rapidamente o negocio, que alguns ainda hoje consideram uma negociata, foram os apertados prazos que a UFSC deveria cumprir, sob risco de perder a oportunidade. O tempo cuidou de mostrar a pouca consistência da afirmação.
Agora, ao anunciar que os primeiros prédios para permitir o funcionamento dos cursos já iniciados pela UFSC na região norte, se construirão no Campus da Univille, se confirma o que já se sabia, o terreno da curva do arroz é um mico, inclusive a mudança do zoneamento em volta do terreno, deve ser visto com maior suspeição, quando não se confirma a instalação da UFSC naquele local.
Ninguém entende porque a compra do terreno, não incluiu toda a área e porque agora o custo aumentou, mas quando se trata de recursos públicos, quase ninguém parece muito interessado em se preocupar, nem com o custo e nem com o destino. Os problemas de alagamento, das linhas de alta tensão e do contorno ferroviário, estavam todos eles lá antes de concretizar o negocio, ninguém agora pode alegar desconhecimento.
A novela se alastra por capítulos, sem que se possa vislumbrar claramente um final feliz, a cada novo capitulo, novos personagens assumem papeis de destaque e como nas novelas da televisão, aqueles que caem nas pesquisas, são retirados da trama, podendo ainda reaparecer por obra do autor da novela. E a vida segue.
Fonte: Comentários de Joinville/ A novela da UFSC

Jaula



Assistindo ao CSI com meu sobrinho:
- Grazy, daí eu prendo aquele homi e boto ele numa jaula e a gente vive bem, né?
- Ju, não se fala jaula: é cela, prisão.
- Tipo cadeia?
- Sim :D
- E não é a mesma coisa?
-... =~




Tecnicamente, é, meu querido...
E vivemos bem enquanto fechamos nossos olhos.

SWU termina com Linkin Park, Pixies e Queens of the Stone Age

Evento chega ao fim nesta segunda, depois de reunir 48 mil pessoas no sábado e 56 mil no domingo.

 

Ah... eu também deixo a bala mais docinha do meu pacote por último =~ 

Designer de moda cria baralho estilizado

 

 Connie Lim produziu 14 desenhos exclusivos para o jogo de cartas

Tem gente que leva baralho para tudo quanto é canto. Afinal, tem jeito mais fácil de se divertir com a galera quando não tem na da pra fazer? Mas agora, jogar uma partidinha de truco vai ficar muito mais fashion!
A designer e ilustradora de moda Connie Lim criou um jogo de cartas totalmente estilizado. O jogo completo (com 14 cartas) custa 60 dólares, e cada cartinha sai por 6 dólares. O preço um pouco salgado não tira a beleza das ilustrações da artista.
Se quiser conferir todos os desenhos, é só entrar no site da Connie.



Fonte: Kzuka